Alimentando seus pets no verão

Para as férias : Dicas de alimentação para os pets no verão

Saiba como tornar a refeição de seu bichinho mais leve e refrescante.

Sucos naturais, frutas e até iogurte. Sim, nossos companheiros inseparáveis também se beneficiam de alimentos frescos e nutritivos. A estação mais quente do ano é o momento propício para mudar os hábitos alimentares e ajudá-los a enfrentar o calor. Saiba como tornar a refeição de seu bichinho mais leve e refrescante.

Bastante líquido na tigelinha!

Repetir nunca é demais: mantenha a água do seu animal sempre limpa e fresca, trocando pelo menos duas vezes ao dia. Devido ao aumento no consumo, saliva e restos de comida se acumulam no recipiente, tornando o líquido impróprio.

Como cuidar dos pets no calor

Lembre que seu animal sente calor e, como você, gosta de água gelada. Sucos naturais e água de coco, recheada de minerais, também são recomendados.
Menos é mais

Sempre que possível, a dieta normal deve ser mantida. Mas como no verão os bichinhos costumam gastar menos energia, ajude-os na digestão oferecendo alimentos leves.


Consulte as informações nutricionais no rótulo para escolher rações com menor teor energético, poucos carboidratos e menos gorduras, sempre com a ajuda de um veterinário. Dietas especiais para os amigos obesos, diabéticos ou com outras condições devem ser avaliadas individualmente.

Sorvete bom pra cachorro

Os cães e gatos podem comer sorvete, sim. Para uma versão caseira, coloque água com suco de fruta ou pedaços de carne no congelador, em fôrmas específicas ou recipientes plásticos.



Se o gelado for industrializado, precisa ser específico para animais. Iogurte também é uma boa pedida.

Perda de apetite

A vontade de comer tende a diminuir com altas temperaturas, mas fique atento para que seu companheiro não reduza demais a ingestão calórica. Para estimular o apetite, a refeição deve ser servida em local fresco e ao abrigo do sol. Se tiver ar-condicionado, melhor ainda.

Caso o animal não queira comer, tente misturar à comida alimentos cheirosos e com sabor marcante, como atum para os gatos e linguiça para os cães. A comida pode ser levemente aquecida para soltar mais aroma.

Frutas sim, frutas não

Assim como para nós, as frutas são benéficas a cães e gatos. Só preste atenção em algumas variedades, como a uva e a carambola, que podem fazer mal aos bichinhos. Maçã (sem o miolo), banana, manga e pêra estão liberadas. Vegetais gelados, como cenoura, também agradam.

Já comeu? Limpe o recipiente

Cães devem se alimentar de uma a duas vezes ao dia, na hora em que a refeição é servida. Logo depois, retire a tigela. Os felinos comem mais vezes ao dia e, por isso, precisam ter os alimentos disponíveis por mais tempo.


Se a ração for seca, pode permanecer no prato, mas cuide para não deixar o dia todo. Se o alimento for fresco e úmido, como as frutas, retire uma hora depois para que não fermente.

Fontes: Angelina Ravazzi, engenheira química e proprietária da Pets du Monde, e Carolina Rocha, veterinária especialista em comportamento animal.

Última modificação emQuarta, 06 Maio 2015 17:53
(0 votos)
Ler 837 vezes

Deixe um comentário

Log in

fb iconLog in with Facebook
create an account